quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

VIGILANTE É MORTO A TIROS EM CARUARU


Por volta das 19h50m desta terça-feira (06), aconteceu mais um homicídio em Caruaru. A vítima foi o vigilante, Joaquim Ferreira Filho, de 39 anos de idade, que residia em São Caetano. Ele trabalhava em um posto de combustíveis no bairro do Salgado em Caruaru. A vítima estava indo trabalhar acompanhado do colega de trabalho identificado por, Cícero Guimarães, de 39 anos, que também é vigilante e trabalha no mesmo posto.



A vítima estava em uma moto CG Fan KS placa KGK-1233, de acordo com a polícia, os dois vigilantes trafegaram normalmente pela BR 232 desde que saíram de São Caetano, chegaram a Caruaru saíram da BR 232 e pegaram a BR 104, onde após passarem pelo viaduto da BR 104, nas imediações do terminal rodoviário, quando foram surpreendidos por dois elementos em uma moto Honda 300 que emparelharam as motos e o garupa efetuou três tiros na cabeça do Joaquim que perdeu o controle da moto. Ambos caíram, Joaquim Morreu no local e Cícero foi socorrido pelo Samu, sendo levado para o Hospital Regional do Agreste (HRA) com ferimentos leves.




Nas bolsas das vítimas foram encontrados vários objetos, entre eles dois rádios transmissores na frequência do 4º BPM da Polícia Militar, uma faca peixeira e uma peruca.
Segundo informações, Joaquim já tinha sido preso na “Operação Aveloz” deflagrada pela Polícia Federal em abril do ano de 2007, que resultou na prisão de 31 pessoas acusadas de fazerem parte de um grupo de extermínio e na época que foi responsabilizado por mais de 200 assassinatos por ano na região.


A Polícia também investiga o envolvimento da vítima em uma agressão física na zona rural de Bezerros, pois segundo informações, o mesmo teria espancado um popular na localidade, crime que foi praticado há duas semanas na companhia do amigo conhecido por Zé Norberto, que foi morto na manhã do último sábado, nas terras da fazenda onde trabalhava há 4 anos.

O corpo de Joaquim foi encaminhado ao IML de Caruaru e este foi o 2º homicídio do ano na cidade.

Com informações do Blog Agreste Violento 

Nenhum comentário:

Postar um comentário