segunda-feira, 7 de julho de 2014

ESTUDANTE QUE PASSAVA FÉRIAS NA CASA DA AVÓ NO BREJO DA MADRE DE DEUS É EXECUTADO COM TRÊS TIROS

      Imagem Ilustrativa
Um crime com características de execução foi registrado na madrugada deste domingo (06), no sítio Oiti, zona Rural de Brejo da Madre de Deus. De acordo com informações policiais, o estudante Alisson Kenedy dos Santos, 19, foi alvejado com três disparos de arma de fogo, enquanto bebia em um bar na referida localidade. O jovem que morava em Recife, estaria no comunidade na casa da avó materna, onde passava seu período de férias. Segundo os próprios familiares, o motivo do homicídio pode ter sido passional, pois o jovem teria iniciado um romance com uma moça, que tinha um relacionamento o principal suspeito de assassinar Alisson.

Testemunhas afirmaram que a vítima estava no estabelecimento quando foi surpreendido pelo algoz, que invadiu o bar, sacou um revólver e efetuou os disparos. Alisson foi atingido três vezes nas costas e caiu no chão, sem ter chances de defesa. O jovem morreu no local do crime. Após a execução, o assassinado se evadiu do local tomando destino ignorado.

A mãe da vítima que estava bastante abalada, afirmou que o crime foi premeditado, de acordo com ela, seu filho tinha ido apenas a uma festa e sua ex-namorada que fugiu com o assassino teria sido o pivô de toda essa confusão. “Ele foi covarde, por causa de uma ex do meu filho, ele esperou Alisson ir ao banheiro e atirou pelas cosas, três vezes. Assim ele não matou apenas meu filho, matou vários da família, me matou, eu que sou a mãe quero a justiça de Deus e dos homens”, disse chorando a mãe da vítima.

O escrivão de polícia civil, Laércio disse a nossa reportagem que agentes de delegacia da cidade de Brejo da Madre de Deus, vão investigar o crime, a partir das informações colhidas no local do acontecido e através de testemunhas, para chegar ao autor deste assassinato.
Após realizar o levantamento cadavérico, o corpo do estudante foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), de Caruaru para necropsia. A linha de investigação pode partir da hipótese de crime passional.

Eduardo Rabêlo/Jornalista


Nenhum comentário:

Postar um comentário