quarta-feira, 4 de junho de 2014

AGENTES DA 21ª DPH PRENDEM EX PRESIDIARIO COM ARMA DE FOGO E DROGA


Com o auxilio da população através do disque Denúncia, policiais da 21ª Delegacia de Polícia e Homicídios (DPH), e apoio do efetivo da equipe Malhas da Lei, efetuaram a prisão de José Cláudio da Silva, 32 anos de idade, residente no bairro São Jorge em Santa Cruz do Capibaribe. Com ele foram aprendidos um revólver cal. 38 e aparelhos celulares, que segundo a polícia, pode ser provenientes de furtos praticados pelo acusado.
O comissário de polícia civil, Marcelo Malhas afirmou que através de denúncias anônimas de tráfico de entorpecentes, uma equipe iniciou as investigações, na Rua Bonifácio Ferreira, no referido bairro. Ainda segundo o denunciante, uma pessoa conhecida pelo apelido de “Zal”, que inclusive era ex-presidiário, e acompanhado de um comparsa, estavam traficando na localidade. Na continuação da ocorrência a polícia chegou até José Cláudio da Silva.
“Após realizarmos os procedimentos com os primeiro suspeitos, continuamos a investigar e chegamos ao paradeiro de José Cláudio da Silva. Na casa dele foi encontrado um revólver, cinco munições, um Tablet novo e aparelhos celulares de grandes marcas. No entanto o acusado não soube explicar a origem dos objetos, foi conduzido a delegacia para prestar esclarecimentos”, disse o comissário.
Mas ao chegar à delegacia, os policiais descobriram que José Cláudio era mais perigoso do que demonstrava, após levantar a ficha criminal dele, foi descoberto que ele responde processo por estupro que teria cometido contra seu próprio filho.
“O inquérito por estupro estava parado na justiça pois José Cláudio havia sumido, desaparecido e nunca foi encontrado para dar depoimento sobre caso. Agora aqui na delegacia ele vai responder também por essa acusação de estupro contra o próprio filho”, explicou Marcelo.
Quanto aos crimes cujos quais José foi levado a delegacia, foi estipulada uma fiança, porém como o acusado não tinha o dinheiro para pagar e ficar respondendo em liberdade, foi recambiado para a penitenciária Juiz Plácido de Sousa, em Caruaru-PE.

Denúncia Anônima


Em relação à denúncia anônima, Marcelo Malhas disse que foi muito bom receber as informações, pois foi retirado de circulação um homem perigoso, uma arma de fogo, além de munições. Sem contar que ainda será dado andamento ao inquérito de estupro que estava parado na justiça. “Nós agradecemos as pessoas que fizeram essa denúncia, pois nos ajudou a elucidar muitas coisas. Tiramos de circulação uma arma de fogo, munições e uma pessoa perigosa está presa, graças ao auxilio da população”, concluiu o comissário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário